Aprenda a lidar com stakeholders internos

14 maio 2019

Stakeholders internos não merecem atenção nem ação por parte da empresa? Esse tema é polêmico.

Já viu aquelas campanhas que dialogam super bem com um público da empresa, mas não conseguem tocar o coração do colaborador?

Isso é muito triste, mas reflete a realidade de vários segmentos e indústrias.

Então, vamos entender mais como mudar esse cenário?

Decerto, muitas vezes temos nas empresas a ilusão de que uma única mensagem vai abarcar toda a diversidade de públicos, culturas e interesses existentes na organização.

Então, não basta pensar apenas em relacionamento com imprensa, influenciadores e etc: é preciso, além de mapear, saber lidar com os influenciadores internos ou stakeholders.

Dessa forma, somente com o mapeamento conseguir criar planos , políticas, campanhas e ações de comunicação bem alinhados às suas expectativas.

Quem são os stakeholders internos?

Antes chamados de público alvo, os stakeholders são a parte principal do seu plano de comunicação com o público interno. Para se comunicar bem, as empresas precisam saber muito bem com quem e quando devem se comunicar.

Assim,  tradicionalmente chamados de público alvo, esses grupos eram vistos de forma passiva, como se tivessem impacto na estratégia e atuação da empresa.

Porém,  com a evolução dos estudos de relações públicas, adota-se a ideia de stakeholders, que significa parte interessada, ou seja, os públicos e segmentos que afetam a empresa e por ela são influenciados.

Afinal, a comunicação corporativa não é algo unilateral e isolado, o que quer que a empresa diga ou comunica, pode alterar e muito , a percepção que os públicos tem dela.

Assim sendo,  eles são os que impactam direta e fortemente as atividades, resultados e diretrizes de comunicação da empresa.

Então, por que excluí-los do planejamento de comunicação?

De fato, recomendo três itens: olhe para dentro, fortaleça a cultura e os valores!

O que é preciso para esse trabalho de relacionamento?

Sabemos que tudo começa por um estudo aprofundado do planejamento estratégico da empresa.

Ademais, sugerimos os seguintes passos para criar um trabalho de relacionamento com stakeholders:

  1. Definição clara de Metas e objetivos estratégicos da empresa para curto, médio e longo prazo
  2. Analisar empresa e sua reputação
  3. Entrevistas com públicos estratégicos: parceiros, fornecedores,diretoria, colaboradores
  4. Auditoria de imagem
  5. Auditoria da reputação (redes sociais, mídia impressa, defesa do consumidor, manifestações de clientes)
  6. Mapeamento de defensores e detratores
  7. Mapeamento de concorrentes nacionais e internacionais
  8. Pesquisas de opinião
  9. Pesquisa de mercado
  10. Pesquisas de clima
  11. Pesquisa de atendimento ao cliente
  12. Grupo focal com formadores de opinião
  13. Compilação
  14. Apresentação

Gostou do texto?

Aprenda mais em nosso curso Gestão da imagem e reputação

https://www.comunicacaointegrada.com.br/nossa-loja/gestao-imagem-reputacao

Texto: Isabela Pimentel
*Jornalista, Historiadora e  Especialista em Comunicação Integrada
Imagem: Divulgação

14/05/2019 Isabela Pimentel

Contato

Open chat
Precisa de ajuda?
Seja bem-vindo à Comunicação Integrada. Como podemos ajudar?