Pra quê comunicação estratégica?

21 fev 2017

Comunicar com os funcionários deveria ser, antes de tudo, o compromisso de empresas que valorizam a gestão do conhecimento e a manutenção de um bom clima. Diversas empresas possuem mais de cinco veículos de comunicação, mas as pautas são produzidas com base no achismo. O colaborador não é visto e nem ouvido.

E como então vou engajar pessoas nesse cenário de cegueira e surdez corporativa? Para que a comunicação funcione como um catalisador dos negócios e faça com que todos conheçam e sintam no cotidiano a missão, visão e valores é preciso encará-la, antes de tudo, reconhecer a diversidade de públicos e investir na escuta ativa.

E como fazemos isso diante da pluralidade de meios e da falta de visão integrada sobre a comunicação organizacional?

Para incluir a comunicação com funcionários na estratégia de negócios, é preciso:

1- Encarar o colaborador como maior embaixador da marca: ele pode, se sentindo valorizado, ser um multiplicador da boa imagem da empresa;

2- Manter as equipes bem informadas sobre os projetos e diretrizes institucionais;

3- Não informar nenhuma grande decisão para públicos externos sem ter um plano de alinhamento da mensagem para os funcionários.

4- Criar espaços para críticas, sugestões e compartilhamento de conhecimento nas redes internas.

5- Criar comitês de comunicação com membros de áreas diversificadas e envolvê-los em campanhas e sugestão de pautas.

E sua empresa, o que anda fazendo para valorizar pessoas e tornar a comunicação estratégica?

Gostou do texto? Compartilhe e comente! 😉

Texto: Isabela Pimentel *
*Jornalista, Historiadora e  Especialista em Comunicação Integrada

Imagem: Visual Hunt 

 

Deixe um comentário

21/02/2017 Isabela Pimentel

Vamos juntos?