Fact checking em saúde: conheça a Drops

13 jul 2018

A checagem de informações é fundamental em tempos de notícias falsas e boatos. Na área de saúde, a questão é ainda mais grave, pois fake news podem afetar até mesmo políticas de saúde pública. Pensando nisso, o Projeto Drops vem realizando apuração de diversas notícias da área que geram dúvidas e controversas. É a terceira reportagem da série #Comunicaqueintegra.

Conversamos com Maria Vitoria Zambrone, fundadora e editora do Drops.  Ela afirma que um erro muito comum nas reportagens sobre saúde é tratar uma relação de associação com de “causa-feito”.  “Cito aqui um exemplo para ilustrar melhor: observa-se que uma percentagem muito grande de pessoas que possuem isqueiros morrem de câncer de pulmão (relação de associação). No entanto, o isqueiro não pode ser apontado como causa do maior índice de câncer nestas pessoas (relação causa-efeito). A relação de causa-efeito se deve a outro fator: o cigarro”.

Zambrone acredita que é de extrema importância “educar” jornalistas ao publicar matérias sobre estudos científicos, para que estejam atentos a todos os dados apresentados e a metodologia utilizada. “Por outro lado, também achamos que cabe ao público-leitor o papel de aprender a ler notícias de saúde e ciência com olhar criterioso para os dados apresentados”, complementa.

 

Confira a entrevista na íntegra:

Comunicação Integrada:  hoje, qual maior missão do projeto Drops? e maior desafio?

Drops: A missão da plataforma de checagens DROPS e através da checagem das notícias mais relevantes sobre saúde ser uma fonte de informação cientifica imparcial e de qualidade para um número cada vez maior de pessoas. Temos muitos desafios, porem acredito que o maior deles seja “traduzir” informação técnica e cientifica para uma linguagem que atraia o interesse do grande público e também entregue o conteúdo que queremos transmitir.

Comunicação Integrada:  em que áreas mais atua?

Drops: Somos uma iniciativa do Instituto Brasileiro de Toxicologia e atua somente na checagem de notícias sobre saúde.

Comunicação Integrada:   como a checagem de dados em saúde pode mudar o cenário das fake news?? Poderia citar exemplos?

Drops:  A expressão fake news abriga além das próprias notícias falsas aquelas que são também “meia-verdades”. No caso de temas relacionados a saúde, este e o cenário mais comum: notícias que carecem de contextualização, que possuem manchetes exageradas ou que tem seus argumentos centrais insustentáveis do ponto de vista científico. Diante deste cenário, entendemos que o trabalho de checagem destas notícias contribui para criar uma cultura na qual de um lado o público leitor tenha um senso crítico mais apurado ao ler e compartilhar notícias e do outro lado, jornalistas e influenciadores tenham mais cuidado ao escrever e publicar informação sobre saúde e ciência.

Comunicação Integrada:   Diante do cenário atual das Fake news, como o Drops tem atuado? Quais os principais projetos?

Drops:  atualmente DROPS publica cerca de 4 checagens mensalmente. O trabalho de checagem de notícias de saúde e feito por profissionais da área que possuem habilidade suficiente para ler criteriosamente documentos técnicos e científicos que normalmente são extensos e muito detalhados. O resultado de cada uma desta checagens e publicado em nosso site e também em nossas redes sociais.

Desde janeiro deste ano também mantemos uma importante parceria com o Portal Dr. Drauzio Varella e somos responsáveis pela produção do conteúdo para a seção de checagens de notícias do portal. Esta parceria possibilita a divulgação das checagens para um público muito grande.

Comunicação Integrada:     como são escolhidas e feitas as checagens?

Drops:  as escolhas das checagens são baseadas principalmente em dois critérios: a relevâncias da notícia selecionada e a possibilidade deque a mesma seja checada.

Este segundo critério baseia-se nas diretrizes da IFCN que norteiam a metodologia de checagem. Muitas vezes as notícias que recebemos ou que nos chamam a atenção não possuem dados objetivos ou afirmações que possam ser checados, sendo apenas opiniões ou suposições. Lembro mais uma vez que a DROPS apenas checa e verifica informações e notícias sobre saúde.

Texto: Isabela Pimentel 
*Jornalista, Historiadora e  Especialista em Comunicação Integrada
Imagem: Divulgação 

Deixe um comentário

13/07/2018 Isabela Pimentel

Vamos juntos?