Gestão de crise: comece antes que aconteça!

20 mar 2017

Vivemos cercados por notícias e informações que circulam na velocidade da luz. Como preparar o funcionário para lidar com crises?Antes mesmo de chegar diariamente às nossas empresas e postos de trabalho, já recebemos diversas informações (verdadeiras ou falsas) sobre ela no caminho, seja pelo Facebook, algum site ou mesmo Whatsapp. Então, o que diariamente precisamos comunicar ao nosso funcionário, para que adiante de uma crise, como a que está acontecendo agora envolvendo diversas empresas brasileiras, na chamada “Operação Carne Fraca“, para que em um momento crítico, ele esteja bem preparado e possa ser um embaixador da marca?

Uma dica fundamental para as empresas que querem preservar sua reputação e manter as equipes motivadas e engajadas é sempre considerá-los públicos prioritários no processo de comunicação de decisões estratégicas, mudanças na gestão e qualquer notícia que altere, de forma substancial, os rumos da empresa e impacte no cotidiano das pessoas.

E antes mesmo que a crise bata à porta, seja ela uma crise de reputação, imagem ou algo mais efêmero, provocado , por exemplo, por um boato nas redes sociais, vale a pena investir na capacitação e treinamento dos funcionários. Também é importante que todos saibam os fluxos de comunicação, como ocorre o relacionamento com a imprensa e quais são os porta vozes.

Então, que tipo de mensagem devo comunicar diariamente a meus funcionários?

1- Vocês são responsáveis pelo sucesso da empresa;

2- Sua postura tem impacto no resultado dos processos e projetos;

3- Aquilo que você comunica e posta não diz apenas muito sobre você, mas também sobre sua profissão e seu ambiente de trabalho (aqui precisamos deixar clara a política de redes sociais da empresa)

4- Você é um influenciador (’embaixador da marca´) e pode, com o que você diz e posta, deixar alguém que não trabalha aqui encantado ou decepcionado com a empresa;

Todas essas mensagens estratégicas só terão sentido real se forem, além de pregadas na parede, postas em prática no cotidiano, através de:

1 – Treinamentos periódicos (media training, simulação de crises, orientações sobre uso de redes sociais);

2- Criação de fóruns e comitês de comunicação;

3- Desenvolvimento de políticas de comunicação em grupos de trabalho;

4- Palestras sobre planejamento estratégico e visão sistêmica;

5- Encontros entre lideranças para discutir temas sensíveis;

6 -Invista em gestão de crise;

É importante deixar claro que tudo isso a empresa pode e deve fazer antes que um processo de crise seja iniciado ou um escândalo chegue a imprensa. As corporações modernas devem ter uma visão mais centrada no colaborador que nos processos, para que, diariamente, eles saibam o que fazem ali.

Então, o que você diria a seu funcionário hoje?

Gostou do texto? Compartilhe e comente! 😉

Texto: Isabela Pimentel *
*Jornalista, Historiadora e  Especialista em Comunicação Integrada

Imagem: Visual Hunt 

Deixe um comentário

20/03/2017 Isabela Pimentel

Vamos juntos?