Procedimento combina com comunicação?

13 mar 2017

Papel, mais papel, procedimentos e guias. Tudo isso vai para a gaveta após os treinamentos serem realizados, certo?Não, depende do tipo de comunicação que a empresa quer ter.

Uma empresa que investe na preparação das suas lideranças, para que se comuniquem melhor e que promove encontros e fóruns para explicar o valor da comunicação e da troca de conhecimentos e informações entre as áreas está dando um passo decisivo rumo ao futuro.

Como sua empresa encara a padronização e a criação de procedimentos em comunicação? E que tipo de procedimentos eu posso ter para tornar claras as regras, orientar e explicar como funciona a comunicação? Vamos configurar alguns!

1) Guia de boas práticas do uso de redes sociais

A ideia é deixar claro para o funcionário o valor das redes sociais e o impacto que uma publicação negativa pode ter para a imagem da instituição e dar dicas do que é legal ser compartilhado. Tem que ficar claro que na rede social o funcionário é responsável pelo que publica.

2) Manual para uso da rede social interna

Por seu caráter social, a rede interna possibilita troca de mensagens e conhecimentos, postagens de fotos e muito mais. Mas, para que ela funcione bem, o funcionário deve conhecer a estrutura de governança e os níveis de moderação. Ele é responsável pelo seu perfil dentro da rede , que não é uma rede pessoal, é algo profissional. Assim, o manual deve orientar que tipo de foto usar no perfil pessoa dentro da rede profissional, o que é legal compartilhar, e etc.

3) Manual para treinamento de fontes e Media Training

Uma crise acontece e os funcionários saem dando entrevista por aí. Quem pode e deve falar com a imprensa? A ideia desse manual é mostrar que existem fontes especializadas e como cada colaborador pode proceder caso seja procurado pela imprensa.

4) Manual com orientações sobre o atendimento à imprensa

Quem fala em nome da empresa? Um executivo viaja e dá entrevista sem falar com a assessoria? Para evitar isso, esse manual deve mostrar o papel da Assessoria no atendimento à imprensa,preparação dos porta vozes e que toda e qualquer demanda deve ser conduzida pelo setor. Assim, em um momento de crise, todos saberão quem fala e responde por qual tema dentro , evitando informações desencontradas e desalinhadas.

 

Gostou do texto? Compartilhe e comente! 😉

Texto: Isabela Pimentel *
*Jornalista, Historiadora e  Especialista em Comunicação Integrada

Imagem: Visual Hunt 

Deixe um comentário

13/03/2017 Isabela Pimentel

Vamos juntos?