Redes corporativas: 7 dicas para engajar

17 abr 2017

De pirâmide para uma estrutura mais circular. Assim, algumas empresas tem reorganizado seus organogramas e processos. Mas, algo fundamental que muitas vezes é desvalorizado é a comunicação. E para ter fluxos mais contínuos e fazer uma comunicação que vá além do “mundinho das baias”, criar uma rede corporativa é um passo importante. Ela é uma plataforma que permite armazenamento de documentos, compartilhamento de informações, criação de grupos e fóruns, incluindo características sociais, como criação de perfil pessoal.

Muitas empresas investem milhões de reais em redes sociais corporativas, plataformas que possibilitam interação, troca de conteúdos, comunicação em tempo real e gestão do conhecimento. Mas, pouco tempo depois do lançamento, as taxas de acesso caem, ninguém lê as notícias e a rede fica às moscas.

Qual razão disso? O que leva uma empresa que tem uma rede incrível e interativa, não ter acesso, nem engajamento? A resposta é bem simples: redes corporativas vão muito além do aspecto tecnológico e ferramental: antes de tudo, são espaços que devem ser feitos por e para os funcionários.Promover um ambiente digital que tenha algumas características das redes sociais – como espaço para chats e fóruns –  impacta positivamente nos negócios. Além disso, o espaço pode estimular a comunicação entre os setores da empresa, criando uma  cultura de compartilhamento de informações.

Os colaboradores são altamente ativos em outras redes sociais, então as empresas tem que aprender com o colaborador e dar um espaço em que ele possa compartilhar conhecimentos com colegas e lideranças da empresa.

As empresas devem ficar atentas para trazer o colaborador não apenas como um sujeito ativo na construção de conteúdos das redes internas, mas também incentivar que eles tenham uma visão estratégica dos negócios. Se empresa quer gerar valor, tem que se conectar com parceiros, públicos estratégicos e fornecedores. As redes devem ser vistas enquanto plataformas que conectam empresas e pessoas.

O que então, diferencia uma rede social corporativa de uma sem sucesso e interação? Confira sete passos para lançar uma rede social corporativa:

1) Envolva outras áreas no desenho da estrutura da rede;

2) Faça uma Campanhas pré-lançamento voltada para os funcionários, explicando os benefícios da nova plataforma

3) Avalie a integração dos sistemas atuais com a plataforma, para ver se poderão ser incluídos na nova rede;

4) Inclua botões de interação: curtir, comentar, compartilhar – estimule a participação!

5) Produza notícias sobre funcionários, além dos dados tradicionais;

6) Crie Grupos e fóruns temáticos;

7) Tenha uma Aba sobre memórias e informações históricas;

Gostou do texto? Compartilhe e comente! 😉

Texto: Isabela Pimentel *
*Jornalista, Historiadora e  Especialista em Comunicação Integrada

Imagem: Visual Hunt 

 

Deixe um comentário

17/04/2017 Isabela Pimentel

Vamos juntos?