Micro e pequenas empresas devem investir em redes sociais?

19 jan 2018

Nos últimos anos , é perceptível o crescimento no uso das redes sociais tanto para entretenimento quanto para buscar informações em geral. De acordo com a pesquisa Content Trends, realizada em 2017, as publicações nas redes sociais são o tipo de conteúdo mais consumido por 72% das pessoas.

Além disso, em pesquisa realizada pelo Pew Research Center, mais de 56% dos adultos online usam mais de uma plataforma de redes sociais.

Com esses dados em mãos, não é difícil perceber o grande potencial que as redes sociais possuem para influenciar a vida de seus usuários, e isso inclui o processo de compra, ou adesão, de produtos e serviços. O Facebook, por exemplo, é considerada a maior rede social do mundo, possuindo cerca de 1,13 bilhão de usuários ativos diariamente (Statista, 2016).

Dessa forma, é necessário que as empresas estejam presentes nessas redes sociais para se conectar e alcançar essas pessoas, tendo em vista que elas podem se tornarem futuros clientes. Além disso, considerando que 92,1% das empresas brasileiras estão presentes nas redes sociais (Social Media Trend, 2017), o fato de uma empresa não estar nesses locais abre espaço para sua concorrência.

Em se tratando de micro e pequenas empresas, as redes sociais podem ser uma alternativa bastante rentável para dar visibilidade para esse tipo de negócio. Elas são plataformas de relacionamento fáceis de utilizar e possuem ferramentas direcionadas para as empresas, como é o caso das páginas do Facebook e os perfis de negócios do Instagram, por exemplo.

Nesse sentido, as redes sociais permitem que as micro e pequenas empresas possam divulgar suas informações, produtos e serviços de forma mais acessível que outros meios mais tradicionais, como em outdoors ou na televisão. Mesmo que em algumas situações seja necessário investir em publicações patrocinadas, o valor gasto nas redes sociais é pequeno em relação a outros meios de comunicação.

Além disso, atuar nas redes sociais permite que a micro e pequena empresa consiga segmentar sua divulgação a partir de diferentes características de seu público, como idade, gênero e localização. Dessa forma, as redes sociais são ferramentas que permitem o relacionamento direto e contínuo entre o público e a empresa, o que permite que se mantenha um contato constante entre a marca e as pessoas.

Outro ponto que merece atenção diz respeito à acessibilidade dos resultados obtidos pela empresa nas redes sociais. Essas ferramentas disponibilizam métricas que permitem obter dados relacionados à visibilidade e reconhecimento de marca com maior facilidade que o uso de cartazes ou anúncio na televisão, por exemplo.

Dessa forma, as redes sociais são bastante úteis para construir e melhorar a imagem das micro e pequenas empresas. Além de proporcionar mecanismos para comunicação entre o público e a marca, elas permitem que as empresas alcancem uma considerável visibilidade de maneira simples, acessível e eficaz.

Jhonatas Luis

Texto: Jhonatas Luis S. Pereira*

* Assessor de Comunicação, graduado em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo, especialista em Assessoria de Imprensa e Jornalismo Empresarial.

 

Deixe um comentário

19/01/2018 Isabela Pimentel

Vamos juntos?